Revista Brasileira de Marketing, Vol. 13, No 3 (2014)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Segmentação de Mercado em Empresas de Base Tecnológica: O caso da Segmentação de Espumantes

Valéria Riscarolli, Sandra Regina Silva dos Santos Souza, Leonel Cezar Rodrigues, Fabrícia Durieux Zucco

Resumo


É premissa comum que a segmentação de mercado de produtos e serviços é feita com base no comportamento do consumidor. Seria essa a lógica utilizada por empresas pequenas de domínio tecnológico e know how específicos? Nessa pesquisa, busca-se determinar os princípios de segmentação mercadológicos usados por uma vitivinicultora, como ilustração do tipo empresarial descrito, reconhecida pela excelência de seus produtos no mercado nacional e em mais de 13 países no mundo. O método utilizado foi o estudo de caso único, com prospecção de informações de altos executivos e triangulados com informações primárias de observações e de documentos formais da empresa, estudando nela, especificamente, a segmentação para seus espumantes.  Os principais resultados indicam que a vinícola estudada considera apenas elementos tecnológicos internos como fundamento de formação de seu mercado. Conclui-se assim, que a segmentação de mercado baseia-se no domínio tecnológico de produção de seus espumantes, atrelados a uma política de preços-prêmios. A empresa julga que como o mercado de espumantes está ainda em formação, os segmentos de consumo de espumantes se formam e se consolidam de acordo com a evolução das preferências degustativas, dependentes das tecnologias de produção, garantidoras da qualidade de seus espumantes. 

 

DOI: 10.5585/remark.v13i3.2679


Texto Completo: PDF